Estudante do Vietnã cria arte a partir do caos do coronavírus

16/06/2020

"Eu desenhei isso com esperança de que eles possam manter o ânimo para evitar um novo surto", diz a garota de apenas 10 anos

Nguyen Doi Chung Anh ao lado de uma de suas pinturas sobre o coronavírus (COVID-19) em sua casa em Hanói, Vietnã. Fotos: Reuters

Presa em casa depois de ter as aulas suspensas em razão da pandemia, Nguyen Doi Chung Anh aproveitou ao máximo o isolamento social no Vietnã para demonstrar a tragédia, resiliência e caos na batalha mundial contra o Coronavírus. O trabalho de Chung Anh, de apenas 10 anos, mostra como os eventos se desenrolaram globalmente, retratando a devastação da doença com desenhos de pontos turísticos como a Torre Eiffel, a Estátua da Liberdade, o Big Ben e a Torre de Pisa. 

Seus quadros também têm como objetivo destacar o sucesso do Vietnã em conter o vírus após uma onda de infecções importadas - um com um avião de passageiros e outro mostrando o mesmo voo interceptado por médicos. 

Eles se referem ao voo fadado VN54, que trouxe um novo lote de pessoas infectadas depois que o Vietnã se declarou livre de vírus por três semanas. O país registrou 332 casos e nenhuma morte. 

Chung Anh desenhou-se em um outro quadro para mostrar apreço pelos trabalhadores que ficam na linha de frente, que aparecem na maioria de seus 11 desenhos combatendo o vírus com escudos ou em atos para conter a doença. "Eu desenhei isso com esperança de que eles possam manter o ânimo para evitar um novo surto", disse ela. "Essa garota sou eu, aqui estou desenhando e essas coisas são minha imaginação", comenta. 

Vários quadors também mostram o Diamond Princess, o navio no qual centenas de passageiros foram infectados, e Li Wenliang, o falecido médico chinês e uma das figuras mais emblemáticas da pandemia, que foi repreendido quando emitiu um alerta precoce sobre o vírus. 

A mãe de Chung Anh, Doi Xuan Hieu, escolheu isso como seu favorito. "Fiquei emocionada ao ver que ela pode simpatizar e reconhecer o sacrifício dos médicos que arriscaram e perderam a vida", disse ela.

Fonte: Reuters