Conheça a história das Doninhas de Ouro Preto (MG)

29/09/2020

Projeto que resgata, pelo artesanato, a alegria e a autoestima das idosas da cidade histórica mineira 

Texto Silvana Machado Coelho

Lavras Novas é um distrito de Ouro Preto, Minas Gerais. Alguns atribuem sua origem a um quilombo. Outros, contam que ela foi fundada por um português dono de lavras de ouro. O fato é que ela foi formada por negros, basicamente por 5 famílias.

Por gerações viveram da cultura de subsistência. Os homens trabalhavam nas mineradoras e faziam balaios de taquara pra vender em Ouro Preto. As mulheres trabalhavam na lavoura de chá em troca de mantimentos.

A vida foi duríssima. Com a vinda da luz elétrica há mais ou menos 30 anos e mais tarde com a vinda do turismo, o dinheiro chegou. Os jovens, tendo visto a dificuldade dos mais velhos, investiram em estudo e trabalham hoje nas pousadas.

O padrão de vida melhorou. As avós ficaram relegadas às próprias memórias. Como a maioria é analfabeta, as tradições eram passadas oralmente e a nova geração não demonstra interesse nas histórias das avós.

Por volta de 2016, formamos o grupo das doninhas de Lavras Novas. Eu, Silvana Machado Coelho (foto ao lado), comecei como voluntária dando aulas de bordado. Algumas destas idosas já sabiam bordar mas já nem se lembravam mais. Aos poucos, elas vão recuperando as habilidades esquecidas e aprendendo novos pontos.

Através da contribuição de padrinhos com uma quantia mensal, pudemos comprar material. Começamos a fazer tapetes, almofadas, terços,sagrados corações, e começamos a vender. 

Além do reconhecimento do trabalho pela comunidade, as Doninhas passaram a ter um complemento de renda. Ganhamos o prêmio do Ministério da Cultura, fomos ao oftalmologista e fizemos óculos para todas.

A qualidade do trabalho dá um salto. Elas recebem o título de Patrimônio Imaterial de Ouro Preto. Tem trabalhos selecionados para o catálogo do Sebrae.

Atualmente, bordam balaios. Unimos a tradição dos balaios de taquara feitos pelos homens com os bordados das Doninhas.

Recentemente fomos procuradas por um estilista francês, que vem ao Brasil no início de 2021 com interesse em levar os balaios bordados para Paris. Elas nem sabem onde fica Paris. Nunca saíram daqui. 

Quem sabe, o mundo conhecerá Lavras Novas e suas doninhas?

Imagens reprodução Facebook