Hexacampeão mundial Lewis Hamilton lança inciativa contra o racismo na F1 

23/06/2020

O tempo para banalidades e gestos simbólicos acabou. Espero que a Comissão Hamilton permita mudanças reais, tangíveis e mensuráveis, diz o piloto da Mercedes

Lewis Hamilton comemora mais uma de suas vitórias na F1. Foto: Reprodução Google

Texto redação TBN 

Duas semanas antes da primeira corrida, Lewis Hamilton continua a investir em importantes assuntos fora da pista. O hexacampeão tem sido a principal luz do mundo da F1 na luta contra o racismo. O piloto da Mercedes segue ativo nas redes sociais no apoio ao movimento "Black Lives Matter" ("Vidas negras importam" em inglês). No último domingo, ele anunciou o lançamento da "Comissão Hamilton" junto com a Royal Academy of Engineering, que visa aumentar a diversidade no mundo do automobilismo.  

O piloto escreveu um artigo no The Sunday Times sobre seu projeto. Lewis disse que a comissão é "dedicada a explorar como o automobilismo pode ser usado como veículo para envolver mais jovens de origens negras com assuntos de Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática (STEM). Esta inciativa os empregará em nossas equipes ou em outros setores de engenharia". 

Além disso, disse Lewis, "iremos explorar áreas que incluem a falta de modelos e serviços de carreira nas escolas. Daremos oportunidades para envolver mais jovens negros com iniciativas extracurriculares. Quebrar barreiras que impedem as pessoas de ingressar na indústria das corridas. E remover práticas problemáticas de contratação que resultam em menos graduados negros ingressando nas profissões de engenharia. Queremos ouvir dos jovens que lidam com esses desafios todos os dias. Pessoas que trabalham em comunidades negras para trazer uma perspectiva em primeira mão". 

Piloto participou de manifestações na rua de Londres neste último final de semana. Foto reprodução globo.com

Ainda de acordo com o artigo, o projeto ainda esta no processo de atrair novos parceiros. "Queremos atrair líderes de políticas e negócios comprometidos em liderar a ativação das recomendações de pesquisa. O tempo para banalidades e gestos simbólicos acabou. Espero que a Comissão Hamilton permita mudanças reais, tangíveis e mensuráveis. Quero ver o esporte que deu a um garoto tímido e negro da classe trabalhadora de Stevenage (cidade da Inglaterra) criar novas oportunidades".  

No entanto, longe de todo o brilhantismo de Lewis fora da F1, ele está ansioso para voltar a correr na pista da Áustria. Lewis está de olho em seu sétimo título do campeonato mundial.