Cazaquistão toma medidas para abolir a pena de morte

12/10/2020

É um dos poucos países do mundo que permite a pena de morte, mas talvez não por muito mais tempo 

A capital do Cazaquistão, Astana, é uma cidade que tem se desenvolvido rapidamente. O país foi um dos últimos a se declarar independente depois da dissolução da URSS, e sua capital, portanto, não era capital alguma trinta anos atrás. Foto reprodução google

O Cazaquistão assinou o Segundo Protocolo Facultativo do Pacto Internacional sobre Direitos Civis e Políticos, que o compromete a abolir a pena de morte. 

"Esta notícia nos encoraja conforme o Cazaquistão se aproxima de se juntar à família cada vez maior de nações que deixaram esse castigo vergonhoso para trás", disse Marie Struthers, da Anistia Internacional. 

"O Cazaquistão deve agora dar o passo final, abolindo a pena de morte por lei para todos os crimes e ratificando o Protocolo Opcional sem reservas", ressalta Marie.